pedro-aspect-ratio-564x564
museo-museo-cdmx-angelica-galve-secretaria-de-cultura-cdmx-12-2017-2-aspect-ratio-564x564

Atualizado em 03 de outubro de 2018

Créditos das fotos

1. Museu El Greco, Toledo, Espanha. Foto: Divulgação.

2. Museu da Cidade do México, México. Foto: Angélica Gálve.

Coordenação

País coordenador: Chile
Mesa Técnica: Argentina, Brasil, Costa Rica, Espanha e México

Palavras-chave
Fundo Ibermuseus, Patrimônio
Ação

Patrimônio

Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico

Desde a sua criação, o Ibermuseos vem atuando na preservação dos bens de nossa região, investindo recursos na preservação e recuperação do patrimônio museológico.

Desde 2019, os recursos do Fundo serão distribuídos em duas categorias: a primeira, destinada a ações preventivas, contempla projetos de diagnóstico e planos de intervenção; e a segunda apoia ações de assistência técnica e intervenção pontual em situações de emergência.

Através desse projeto, o Ibermuseus reconhece que os danos que afetam as coleções de museus de qualquer cidade da região ibero-americana representam um prejuízo para o patrimônio cultural regional e de toda a humanidade, razão pela qual é essencial que os países se articulem para dar uma resposta rápida e eficiente aos referidos danos.

Anualmente o Programa disponibiliza às instituições museológicas de todos os países ibero-americanos o Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico.

Conheça as instituições apoiadas:

Museo Comunal Peyrano (Argentina)/2019: Plano de intervenção.

Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Brasil)/2019: Para a aquisição de: dispositivo sonoro, a central de alarme e detecção de incêndio, capacidade: 8 laços, com 2 linhas, mod. vr-8l, verin ou similar; equipamento necessário para alimentação da central de alarme; equipamento refrigerado a ar, motor de partida elétrico.

Museus Raymundo Ottoni de Castro Maya e Museu do Açude (Brasil)/2019: Para realizar os estudos de engenharia e projetos de contenção.

Universidade Federal do Ceará (Brasil)/2019: Plano de intervenção.

Museu do Diamante (Brasil)/2019: Contratação de Consultoria para Elaboração das fases 2 e 3 do Plano de Gestão de riscos.

Museu do Índio (Brasil)/2019: Para aquisição de material permanente/equipamentos de climatização priorizados pela instituição, excluindo-se os itens de mobiliário.

Museo Gabriela Mistral de Vicuña (Chile)/2019: Para realizar a limpeza, revisão e classificação de cada documento segundo as categorias estabelecidas.

Instituto Caro y Cuervo em convenio com Universidade dos Andes (Colômbia)/2019: Realizar as seguintes atividades: a) classificação da coleção por categorias e níveis; b) construção de um diagrama de valor da coleção; c) convite de especialistas para a construção de critérios de avaliação; formulação de cenários de risco. , e) Revisão de fontes históricas e estatísticas para determinar a frequência de ocorrência dos riscos identificados; f) Análise das medições e dados ambientais obtidos; g) Estabelecimento das magnitudes de risco para cada cenário; h) Comparação das magnitudes e estabelecimento de prioridades e i) Formulação de ações, programas e projetos do plano.

Equador/2016: O Fundo foi concedido para realizar um estudo de análise da infraestrutura de quatro museus que são reservas de patrimônio cultural arqueológico e artístico das províncias de Manabí e do sul de Esmeraldas, áreas afetadas por um forte terremoto.

Brasil/2016: O Fundo foi concedido para apoiar a recuperação do Museu das Missões, afetado por uma forte tempestade. Uma consultoria especializada foi contratada para preparar um diagnóstico dos danos e um projeto de recuperação para os trabalhos afetados.

 

Veja também

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.