Atualizado em 06 de novembro de 2019

Palavras-chave
Cooperação, Patrimônio
Autor

Gustavo Marcondes

País

Brasilbrasil-1-aspect-ratio-276x276

Ação

Patrimônio

Ibermuseos participa de construção de estratégia para proteção do patrimônio no Brasil e na América Latina

Pca_xv_paco_imperial

A UNESCO, em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus, realiza nesta quarta-feira, 6 de novembro, Reunião técnica sobre museus e coleções – Por uma agenda estratégica 2020-2021 para prevenção e respostas em emergências,  realizada no Centro Cultural do Patrimônio Paço Imperial, no Rio de Janeiro. O Ibermuseus está representado no evento pelo presidente do Conselho Intergovernamental, Alan Trampe (on-line), e pela coordenadora da Unidade Técnica, Mônica Barcelos.

O encontro entre representantes de instituições especializadas em políticas patrimoniais e de preservação, gestores públicos, sociedade civil e museus busca a construção de um plano estratégico de ação para o período 2020-2021 no Brasil, voltado ao fortalecimento de políticas e iniciativas de prevenção e gestão de riscos em museus. A iniciativa parte de importantes agendas internacionais e nacionais a serem desenvolvidas nesse período, como o 27º Congresso Mundial de Arquitetos e o 8º Fórum Nacional de Museus (Brasil).

“A prevenção é uma das bandeiras do Programa Ibermuseus”, aponta Alan Trampe. “É onde está a chave para poder evitar muitos dos potenciais danos às coleções e aos museus. O trabalho da conservação preventiva, que vem sendo realizado há décadas, deve continuar e ao mesmo tempo ser somando a novos conceptos e valores técnicos que conhecemos como gestão de risco e valorização de coleções.”

Pensando em uma agenda de trabalho 2020-2021, que é o objetivo da reunião, o Programa Ibermuseus se coloca à disposição para poder ser parte das mesas de trabalho e contribuir com os projetos desenvolvidos pela Linha de Ação de Proteção do Patrimônio. Trampe destaca a tradução, em colaboração com o ICCROM e com o Ibram, de publicações como o Método RE-ORG, o Guia de Gestão de Riscos para o Patrimônio Museológico e o Programa para a Gestão de Riscos ao Patrimônio Musealizado Brasileiro.

A reunião coincide com a visita do Diretor Geral de Cultura da UNESCO, o Sr. Ernesto Ottone, ao Rio de Janeiro, o que permite o compartilhamento de iniciativas e de propostas da Organização, visando o fortalecimento das políticas voltadas para a preservação e o gerenciamento de emergências nos museus e nas coleções.

O encontro também é uma oportunidade para estimular a implementação da Recomendação da UNESCO sobre a proteção e promoção dos museus e coleções, documento idealizado no âmbito do Ibermuseus e ratificado em 2015 durante a 38º Conferência Geral da UNESCO. O documento chama a atenção dos Estados para a importância da proteção e da promoção dos museus e coleções, para que eles sejam parceiros no desenvolvimento sustentável das sociedades.

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.