Accesibilidad_M Sorolla
Museo-MUSEO CDMX_Angélica Gálve Secretaría de Cultura CDMX_12-2017

Atualizado em 02 de outubro de 2018

Créditos das fotos

1. Museu Sorolla, Espanha. Foto: Divulgação

2. Museu Nacional de Belas Artes, Buenos Aires. Foto: Soledad Amarilla / CC.


Ibermuseos faz parte do Espaço Cultural Ibero-americano (ECI), que é composto por mais de 20 programas e iniciativas de cooperação cultural, pela Conferência Ibero-Americana de Ministros e Altas Autoridades de Cultura, pelos Congressos Culturais Ibero-Americanos, bem como pelo políticas públicas regionais, para os programas de mobilidade, gestão e promoção cultural e para as ações derivadas dos eixos estratégicos PME Cultural, Diplomacia Cultural e Cultura e Coesão Social. Toda essa estrutura favorece a produção, a co-produção, a circulação e o estímulo direto aos criadores culturais.

Nosso papel no setor

O Ibermuseus é o principal programa de cooperação para os museus da Ibero-América, que tem o objetivo de promover o fortalecimento das mais de nove mil instituições existentes na região.

Desde 2007, trabalhamos juntos para fortalecer os museus ibero-americanos por meio da valorização do patrimônio museológico; da qualificação e mobilidade dos profissionais dessas instituições; da produção, circulação e troca de conhecimento e pela articulação e criação de redes para a promoção de políticas públicas para o setor.

Programa das Cúpulas Ibero-Americanas de Chefes de Estado e de Governo, o Ibermuseus atua como órgão intergovernamental dedicado à promoção e articulação de políticas públicas para a área dos museus no Espaço Cultural Ibero-Americano, coordenado pela Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB), e também promove a realização de diferentes projetos que contribuem para a integração, modernização e desenvolvimento dessas instituições.

Implementar um programa dessa envergadura envolve muitos desafios: atender a um diverso e complexo mosaico de instituições museais, gerar conteúdos bilíngues (espanhol-português) e lidar com diferentes contextos políticos, econômicos e sociais.

O Programa Ibermuseus é dirigido por um Conselho Intergovernamental que define suas ações, estratégias e prioridades. O Conselho é integrado por representantes de doze países membros –Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai. As ações e projetos são executados por meio de sua Unidade Técnica, que atualmente tem sua sede no Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

Conta também com o apoio administrativo da Organização de Estados Ibero-Americanos (OEI) e o apoio financeiro da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID).

Museu do Ouro, Colombia. Foto: Jack Zalium / CC.
Museu do Ouro, Colômbia. Foto: Jack Zalium / CC.

 

Quais são os objetivos do Ibermuseus

O Programa é focado em promover a integração, a consolidação, a modernização e o desenvolvimento dos museus ibero-americanos por meio dos seguintes objetivos específicos:

01 › Fortalecer as políticas públicas de museus dos países ibero-americanos.
02 › Promover mecanismos de intercâmbio, informação e divulgação entre os museus.
03 › Promover a formação e a capacitação do pessoal de museus da região ibero-americana.
04 › Fortalecer mecanismos para a ampliação da capacidade educacional dos museus.
05 › Fomentar a circulação de acervos e exposições de países participantes do programa.
06 › Promover a proteção e a valorização do patrimônio museológico da região ibero-americana.
07 › Apoiar o aperfeiçoamento da gestão das instituições e processos museais da região.
08 › Incentivar a pesquisa no campo dos museus.
09 › Promover o direito à memória das diferentes etnias e gêneros, de grupos e movimentos sociais, apoiando ações de apropriação social do patrimônio e de avaliação dos diferentes tipos de museus.
10 › Fomentar a sustentabilidade das instituições e processos museais ibero-americanos.

O Programa atua em seis linhas de ação: Educação, Curadoria, Patrimônio, Observatório Ibero-Americano de Museus, Formação e Capacitação e Sustentabilidade. Cada uma é liderada por uma Mesa Técnica, composta por representantes dos países ibero-americanos, especialistas nos diferentes temas, responsáveis pelo planejamento dos projetos correspondentes a cada linha de ação.

Veja também

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.