Atualizado em 28 de agosto de 2018

Ibermuseus promove curso sobre Tráfico Ilícito de Bens Culturais

Ibermuseus_Curso_Banner_986-1

A atividade é realizada de 29 a 31 de agosto no Museu do Jade e da Cultura Pré-colombiana, em San José, Costa Rica

Vinte profissionais de nove países ibero-americanos participam, de 29 a 31 agosto, do Curso regional sobre Tráfico Ilícito de Bens Culturais. A atividade, promovida pela ação de Formação e Capacitação do Programa Ibermuseus, tem como tema Circulação de Patrimônio Museológico e busca dotar os participantes das competências necessárias para compreender as implicações do tráfico ilícito de bens culturais no contexto da circulação de patrimônio museológico e o papel dos profissionais de museus nesta problemática.

Com esta atividade, desenvolvida em colaboração com o Ministério de Cultura e Juventude da Costa Rica, Ibermuseus referenda o estabelecido pela Convenção sobre as medidas que devem ser adotadas para proibir e impedir a importação, exportação e transferência de propriedade ilícita de bens culturais da UNESCO (1970) e pela Recomendação UNESCO referente à Proteção e Promoção dos Museus e Coleções (2015), e se junta a outras ações na região que buscam ampliar o conhecimento sobre tema tão importante e atual para o setor.

O curso é dirigido a trabalhadores de museus de Costa Rica, Cuba, El Salvador, Guatemala, Nicarágua, Panamá, República Dominicana, Espanha e México, cujo trabalho esteja diretamente relacionado com o controle e a gestão de coleções, profissionais ou técnicos a cargo dos processos de inventário, movimento e controle de coleções de museus.

O objetivo é reconhecer os aspectos jurídicos, técnicos e de gestão mínimos necessários para promover melhores práticas de circulação de patrimônio museológico e minimizar sua vulnerabilidade diante de práticas de tráfico ilícito, além de apresentar as medidas necessárias que possam ser tomadas para incentivar a circulação de coleções ao mesmo tempo que para aumentar a prevenção do tráfico ilícito mediante a melhora nos sistemas de inventário e documentação.

A atividade é estruturada a partir de três unidades temáticas que serão guiadas por três instrutores especialistas de Costa Rica, Cuba e México. O curso também conta com a participação de dois conferencistas especiais representando as áreas de cultura da UNESCO Costa Rica e da Secretaria de Educação e Cultura do Sistema de Integração Centro-americana (CECC/SICA). As unidades temáticas são:

  • Unidade temática 1: Contextos geral, regional e local relativos à proteção dos bens culturais e a luta contra o tráfico ilícito.
  • Unidade temática 2: Museus, relações institucionais e práticas em torno à prevenção e atenção ao tráfico ilícito.
  • Unidade temática 3: Práticas de circulação de coleções de museus e seu papel na luta contra o tráfico ilícito de bens culturais.

Instrutores

  • Leidy Bonilla Vargas, funcionária do Departamento de Proteção do Patrimônio Cultural do Museu Nacional da Costa Rica, é Licenciada em Antropologia com ênfase em Arqueologia e perita da Corte Suprema de Justiça na atenção de delitos por infração à Lei de Patrimônio Nacional Arqueológico, por tráfico ilícito de bens culturais, tanto em nível nacional como internacional, assim como na Gestão de Coleções (inventário, catalogação, registro, armazenagem e conservação), e da administração pública.
  • Martha Tapia González, funcionária do Instituto Nacional de Antropologia e História do México, é licenciada em Restauração de Bens Móveis pela Escola Nacional de Conservação, Restauração e Museografia do INAH. Recebeu formação no International Center for the Study of Preservation and Restauration of Cultural Property, com especialização sobre Tecnologia e Conservação de pedra e Conservação Preventiva: Redução de Riscos em Coleções.
  • Luis Manuel Almeida, membro do Conselho Nacional de Patrimônio Cultural de Cuba, é Chefe do Departamento de Registro e Inventário do Registro Nacional de Bens Culturais de Cuba com uma experiência de 33 anos. É professor auxiliar da Universidade de San Gerónimo, ligada à Universidade de La Habana e o Instituto Superior de Arte de La Habana, na matéria ¨Avaliação e taxação de obras de arte¨.

Conferencistas

  • Mathieu Dormaels, especialista em cultura para o escritório regional da UNESCO na América Central, é consultor em patrimônio cultural e professor associado no Departamento de Estudos Urbanos e Turísticos (ESG) da Universidade de Québec, Canadá. Seu trabalho se centra no Patrimônio Mundial, incluído o papel das comunidades locais nos processos de patrimonialização dos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial e em sua gestão.
  • Luis Bruzón, coordenador de Cultura e Comunicação na CECC/SICA, é doutor em Comunicação com especialização em Cultura e Desenvolvimento pela Universidade de Huelva (Espanha). Obteve Mestrado em Comunicação e Educação Audiovisual pela Universidade de Huelva e pela Universidade Internacional da Andaluzia, e é Licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid.

Formação e Capacitação

A área de Formação e Capacitação do Ibermuseus foi criada com o objetivo de promover um conjunto de ações permanentes para a região ibero-americana, que tem como objetivos fomentar o fortalecimento das políticas públicas no campo da especialização em museus; promover a qualificação de trabalhadores e motivar a articulação interinstitucional e o intercâmbio de experiências neste campo.

É proposto o desenvolvimento de ações permanentes de capacitação, definidas como experiências de aprendizagem complementária ou de formação contínua, que buscam como efeito a atualização de conhecimentos com o objetivo de que os participantes dessas atividades possam replicá-los em suas instituições.

Conheça o programa completo do curso.

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.