Atualizado em 10 de dezembro de 2018

Autor

Gustavo Marcondes

País

Equadorequador-aspect-ratio-276x276

Ibermuseus promove capacitação sobre História e Práticas Museológicas Contemporâneas

De 26 a 28 de novembro, ocorre em Quito o curso “História e práticas museológicas contemporâneas”. Organizado pela linha de Formação e Capacitação do Ibermuseus, em colaboração com o Ministério de Cultura e Patrimônio do Equador e o Museu Nacional do Equador (MuNa), esta edição do curso está dirigida a 27 profissionais de museus de 19 países da região ibero-americana com objetivo de fornecer elementos teóricos e práticos que fomentem a reflexão sobre os discursos museológicos contemporâneos em relação com a história, o processo curatorial, a arte e a museografia educativa.

As atividades acontecerão no MuNa, que se tornou referência ibero-americana em novas práticas museológicas após sua reabertura em maio deste ano com um novo conceito museológico, “voltado para a museografia crítica, absolutamente contemporânea”, afirma Ivette Celi, Diretora Executiva do MuNa e representante do Equador no Conselho Intergovernamental do Ibermuseus.

“Os museus devem responder às demandas da dinâmica sociocultural contemporânea”, aponta Gabriela Santander, Museógrafa do Museu Nacional do Equador e uma das instrutoras do Curso. “Sendo relevante a atualização dos discursos que eles tratam, pois além de mostrar ou divulgar as coleções, visibilizando significantes e significados, recuperam ou põem em circulação memórias e identidades que devem ser coerentes com as demandas do cidadão no presente.”

Diretor do Museu Histórico Nacional do Uruguai, o instrutor Andrés Azpiroz abre o Curso na manhã do dia 26 com a apresentação “Metodologia da História: uma aproximação aos discursos da nação”: “A renovação dos discursos dos museus é uma tarefa necessária e, em alguns casos, urgente. Essa renovação só é possível a partir de uma investigação rigorosa da história de nossos museus e suas coleções. Conhecer as implicações e ocultações dessa história que nos é apresentada como ‘tradicional’ é a única maneira de propor uma alternativa.”

Para a instrutora María Morente, diretora do Museu de Málaga, Espanha, “o Curso Ibermuseos de Capacitação é um grande acerto, pois permite conhecer casos práticos, metodologias e propostas alternativas ligadas aos contextos de cada participante. Permite compartilhar e incentivar o diálogo e o debate”.

A atividade visa refletir criticamente e discutir as estratégias contemporâneas, levantadas a partir da curadoria, da museografia e da prática artística, que abordam a desconstrução do discurso da nação.

Com uma duração total de 24 horas de formação teórica e prática, a programação está estruturada em três unidades temáticas que serão complementadas com exercícios práticos e abordarão os seguintes aspectos:

  • Unidade Temática 01 – Museus e colecções: uma aproximação à história pública.
  • Unidade Temática 02 – Práticas museológicas contemporâneas: arte, etnografia e arquivo.
  • Unidade Temática 03 – Museografia, educação e desenvolvimento conceptual.

A ação de Formação e Capacitação do Ibermuseus foi criada com o objetivo de promover um conjunto de ações permanentes para a região ibero-americana, cujos objetivos são promover ações de fortalecimento das políticas públicas no campo da formação e educação em museus; promover a qualificação dos trabalhadores dos museus e motivar a articulação interinstitucional e a troca de experiências nesse campo.

Conheça o Programa Completo.

As atividades serão transmitidas ao vivo pela página do Facebook do Museu Nacional do Equador: https://www.facebook.com/MuseoNacionalEcuador/

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.