Atualizado em 15 de maio de 2020

Autor

Gustavo Marcondes

Ibermuseus define novas estratégias e ações para apoiar os museus frente ao COVID-19

Após conhecer os resultados da pesquisa sobre o impacto nos museus das medidas adotadas nos países ibero-americanos para impedir a disseminação do COVID-19, realizada pelo Ibermuseus, representantes de 12 dos 13 países membros do Programa – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia , Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, México, Portugal e Uruguai – e a Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB), reuniram-se virtualmente para estudar a situação e definir os projetos e ações a serem implementados em resposta a algumas das necessidades iminentes.

As ações definidas se dividiram em três grandes âmbitos:

  • Mecanismos de fomento, incentivo e apoio à realização de atividades
  • Articulação e comunicação em ambiente virtual
  • Recomendações, apoio técnico e formação

Nesse sentido, a 11ª convocatória do Prêmio Ibermuseus de Educação será destinada ao fomento de projetos educativos no meio virtual e o Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico dará prioridade aos eventos cuja causa seja o fechamento temporal devido às quarentenas decretadas nos países.

Novos recursos e ferramentas online serão disponibilizados aos/às profissionais do setor, uma Ferramenta de Autodiagnóstico em Acessibilidade, um Centro de Documentação que coloca à disposição uma série de publicações de forma gratuita no site do Ibermuseus e um Repositório sobre Museus e o COVID-19, desenhado exclusivamente para difundir e compartilhar as medidas de apoio ao setor cultural durante a pandemia.

Esse grupo de ações é complementado pela implementação do Mapa Ibermuseus, um software de acesso gratuito e autônomo que será disponibilizado às instituições museológicas ibero-americanas para disseminar seus projetos e recursos virtuais, seus eventos, espaços de upload e gradualmente anunciar sua reabertura, dependendo do fim das medidas restritivas e distância física, e participar de uma rede virtual de profissionais do setor.

No campo da formação e capacitação, o Ibermuseus lançará um programa especial de Minicursos EAD, focado em tópicos relacionados ao campo dos museus, como autogestão, mediação a distância, público, conservação preventiva, gestão e administração de museus, uso de tecnologias de informação e comunicação e redes sociais, bem como modelos de gestão para museus comunitários nos novos contextos.

O corpo técnico do Programa também preparará e divulgará uma série de recomendações relacionadas ao campo dos museus, com foco especial em tópicos que fortaleçam a gestão das instituições em tempos de pandemia.

As iniciativas complementam aquelas que já estão em andamento, como os Debates Ibermuseus: museus, cultura e patrimônio, um ciclo de webinários criado com o objetivo de promover a reflexão entre profissionais e instituições sobre possíveis estratégias que apoiam os museus e todo o setor a enfrentar os desafios do coronavírus.

Essas ações reafirmam o compromisso do Ibermuseus com o setor.

Juntos somos mais fortes!

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.