Atualizado em 10 de outubro de 2018

Palavras-chave
Formação

Ibermuseus busca ampliar os projetos de formação e capacitação

capacita

Estima-se que entorno de 50 mil profissionais atuam nos museus da Ibero-América. Esses profissionais constroem diariamente o fazer dos museus, garantindo o acesso, a apropriação e o desfrute da sociedade por meio da gestão, da conservação e valoração das coleções, da comunicação, da mediação,  vinculação e de muitos outros campos de ação que constituem a vida institucional dos museus.

Promover a formação e a capacitação desses profissionais de forma inclusiva e participativa é a melhor ferramenta para contribuir ao desenvolvimento, fortalecimento e reconhecimento do vasto universo dos museus ibero-americanos e para promover o acesso ao patrimônio cultural e à memória histórico-cultural e social de nossos povos.

Por meio da capacitação de profissionais do setor, o Ibermuseus busca promover a pesquisa e o intercâmbio entre museus a nível internacional contribuindo para o fortalecimento da expertise de seus profissionais. Com a realização de projetos como as Bolsas Ibermuseus de Capacitação e os Cursos Ibermuseus de Capacitação, já foram beneficiados diretamente mais de 150 profissionais e potencialmente mais de oitocentas instituições.

Para Andrés Triana, Diretor da Escola de Escola Nacional de Conservação, Restauração e Museografia do México e coordenador da Linha de Formação e Capacitação do Ibermuseus “A capacitação e atualização permanente será sempre o caminho para procurar melhores práticas nos diversos processos que acompanham a gestão dos museus. Como efeito disso, conseguimos incidir de maneira direta na política pública do campo de museus, ao garantir cada vez mais bem capacitados profissionais para a região”.

Ao longo dos últimos anos, a oferta de cursos de capacitação, graduação e pós-graduação nas áreas relacionadas à gestão do patrimônio cultural e aos museus vem crescendo na Ibero-América, o Ibermuseus se soma a estas iniciativas apoiando a participação de profissionais em diferentes tipos de atividades, por meio de mecanismos como as Bolsas de Capacitação, ou por meio dos cursos presenciais que, para além da ampliação de conhecimentos, promovem o intercâmbio profissional e a formação de redes de trabalho.

Para continuar fortalecendo o museu de hoje e moldar o museu de amanhã, o Ibermuseus discutirá nos próximos dias 15 a 19 de outubro, durante a Semana Ibermuseus, os desafios em relação à capacitação e à formação como formas de aprimorar as práticas dos museus da região.  “Devemos ampliar nossa capacidade de incidência por meio da diversificação de meios para poder, por exemplo, investir em conteúdos via web, assim como o desenvolvimento de publicações e outros recursos digitais que sejam apoio complementário às ações que atualmente são realizadas”, analisa Andrés Triana.

Semana Ibermuseus reunirá mais de 40 profissionais de museus de 12 países, que fazem parte de quatro das suas seis áreas de atuação: Formação e Capacitação; Patrimônio; Sustentabilidade; e Observatório Ibero-americano de Museus. A mesa técnica de Formação e Capacitação é formada por representantes do Brasil, Cuba, Equador, Espanha, México, Portugal e Uruguai.

Juntos e conectados, vamos mais longe.

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.