Atualizado em 20 de março de 2018

Palavras-chave
Notícias
Ação

Educação

Exposição “Olhar Sensível” traz experiência tátil para deficientes visuais

Projeto foi um dos vencedores da 8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus, do Programa Ibermuseus

Até o dia 28 de abril, o Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS) recebe a exposição “Olhar Sensível”, produzida com recursos do 8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus para a Categoria II – projetos em fase de elaboração ou planejamento. Inaugurada em 3 de março, a mostra é conduzida por pessoa com deficiência visual e mediador cultural treinados para orientar os mais diversos públicos, por meio da vivência de uma exposição tátil e áudio-descritiva.

Trata-se de uma ação-piloto, com foco artístico e de inclusão de pessoas com deficiência visual. Primeiramente, o MACS recebeu 13 pessoas, com diferentes graus de deficiência visual, que passaram por um processo de sensibilização fotográfica de conteúdo teórico e prático, produzindo fotos de diversos tipos, como objetos, retratos e paisagens. Durante todo o processo, o grupo teve a orientação de Teco Barbero, jornalista e fotógrafo com baixa visão, e coordenação da artista Silvana Sarti.

Do material bruto dessa experiência, foi selecionado o conteúdo da exposição “Olhar Sensível”. O material escolhido foi impresso em duas formas: papel museológico e formato tridimensional em impressora 3D. “Eles absorveram muito rapidamente as técnicas e saíram fotografando os objetos. Foi formidável. É maravilhoso ver resultado do trabalho através da exposição tátil”, afirma Teco Barbero.

Às quartas-feiras, uma pessoa com deficiência visual e um instrutor cultural orientam os mais diversos públicos pela exposição, tanto pela versão tátil quanto pela áudio-descritiva. O público que se interessar pode vivenciar a experiência da não visão ao receber uma máscara para vivenciar a experiência de conhecer as obras por meio do tato.

Segundo Cristina Delanhesi, presidente do MACS, o foco do projeto extrapola a exposição. “Concentramos os esforços na construção de uma experiência tátil para pessoas com deficiência visual, de forma que se incluam nas ações do museu”, destaca.

Compõem a mostra imagens produzidas por Carla Aparecida Lima, Carla Cristina Luna da Silva, Edi Wilson Akira Nagatomo, Giovanna Garcia Guerreiro, Iara Cordeiro, Iraci Aparecida Gomes, Ivone Aparecida Almeida, Jean Carlos da Silva Lima, Luis Carlos Domingues, Luiz Carlos Queirós Junior, Marcia dos Santos Lelis, Márcio José de Lima e Priscila Lopes de Castro e uma imagem produzida por Pablo Di Giulio, do Evgen Bavcar, o mais importante e respeitado fotógrafo cego do mundo, quando em uma visita dele à Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Mais informações em: http://www.macs.org.br/exposicoes/.

Fotos: MACS/Exposição Olhar Sensível

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Projeto vencedor do Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus estimula diálogos entre coletivos locais dos Vales Calchaquíes, na Argentina

Conheça o programa educativo do Museu Túcume, vencedor do 8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus

Vencedores da 8ª edição do Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus são anunciados em Brasília

 

Você está utilizando um navegador desatualizado. Por favor atualize seu navegador para visualizar corretamente este site.